» » Bistrô em Gramado: O charme do Josephina

Bistrô em Gramado: O charme do Josephina

postado em: Blog | 0

Conheça e apaixone-se por este simpático e aconchegante bistrô no centro de Gramado.

Fachada do Josephina em Gramado

Comer bem é um dos grandes prazeres da vida. A boa gastronomia é muito mais do que combinações de ingredientes. Existe todo um ritual que envolve a apreciação de uma boa refeição e, sem dúvida, parte fundamental disso é o ambiente.

Bons restaurantes são aqueles que procuram agradar a todos os sentidos dos clientes, não apenas ao olfato e paladar. É preciso pensar na visão, pela decoração escolhida; na audição, pela música ambiente (ou ausência dela) e no tato, pelo conforto com que nos acomodamos em suas mesas.

Em Gramado existem muitos lugares que preenchem esses requisitos. Mas sempre tem aquele favorito que acaba se destacando. Para a Aline e eu, nosso dileto é o charmoso bistrô Josephina (josephinacafe.com.br). Um lugar acolhedor que combina perfeitamente o requinte com o rústico, oferecendo momentos inesquecíveis.

Mesas na entrada do Josephina Em dias frios, mantas de pele colocadas sobre as cadeiras na rua aquecem os clientes.

O Josephina está localizado na rua Pedro Benetti, nº 22, no centro de Gramado, bem ao lado da igreja de São Pedro. É parada obrigatória para quem quer comer bem. Nós já o conhecíamos da primeira vez em que estivemos na cidade, quando paramos ali para um doce e uma taça de vinho – soberbos, por sinal. Mas acabamos não jantando lá, erro esse que corrigimos em nossa última viagem.

Interior do Josephina
Belos detalhes e a preocupação com a decoração do Josephina criam um ambiente agradável e que merece ser curtido sem pressa.

O lugar é encantador e aconchegante. A decoração remete aos bistrôs parisienses e a música ambiente (um suave jazz) complementa o clima romântico e intimista. Ele lembra um bistrô que adoramos em São Paulo, mas com preços bem mais acessíveis – prova de que é possível oferecer um serviço fino e diferenciado a preços justos. Conceito comum na Europa.

Interior do Josephina
O rústico interior do Josephina cria um clima intimista e nos transporta aos bistrôs de Paris.

O apreço (e preservação) dos gramadenses pela história se faz presente no Josephina. Quatro irmãos se reuniram para transformar a casa construída por seus bisavós na década de 50 neste charmoso bistrô, preservando objetos pessoais em seu interior, o que só enriquece o ambiente. A vivência dos irmãos na Alemanha, Áustria e Nova York ajudou a criar o diferencial da casa – do ambiente e decoração ao cardápio e atendimento.

Poltrona perto da lareira em um dos cômodos do Josephina
Você já consegue se imaginar refestelado nessa poltrona, ouvindo o crepitar da lareira enquanto lê um livro e aprecia um bom vinho? Esses momentos de prazer não precisam custar uma fortuna.

Na noite em que estivemos lá, o frio imperava nas ruas. Fazia uma média de 6 graus quando chegamos ao Josephina e, para aquecer os corações, optamos por um festival de sopas acompanhado por um Duetto da Casa Valduga, bom vinho da Serra Gaúcha. Eu me concentrei apenas na sopa de cebola, que é divina. Minha esposa e nossas companhias (minha cunhada e sua prima) optaram pelo especial da noite: você escolhia três sabores do menu e eles iam servindo a sequência. Vale destacar o caldo de feijão preto. Ah, boas lembranças…

Jantar com pessoas queridas no Josephina
Santé! Um brinde às coisas que realmente nos fazem felizes: Boas companhias!

O Josephina é perfeito para se ir sozinho, com bom livro debaixo do braço, e ficar ali umas duas horas. Ou para ir a dois e trocar olhares à luz de vela, conversando sem palavras. Ou com amigos, seja para debater os grandes problemas do mundo ou jogar conversa fora (o que dá na mesma).

O serviço também merece elogios, em especial pelo atendimento da Fran, que foi extremamente simpática e divertida, oferecendo-se para tirar fotos e mantendo uma conversa sincera.

O balcão de doces é um show à parte. Você não sabe o que escolher – e experimente as sobremesas do cardápio, com muitas receitas originais da Bavária. Enfim, se estiver em Gramado, vá ao Josephina. Seja para almoçar, jantar, comer um doce ou mesmo para um café enquanto relaxa e aprecia o movimento na rua.

Balcão de doces e sobremesas do Josephina
Os irrecusáveis doces e sobremesas do Josephina. Escolha qualquer um, são todos fantásticos!

Mais informações sobre o Josephina

Site: www.josephinacafe.com.br
Facebook: www.facebook.com/josephina.restaurante
Twitter: @josephinacafe
Onde: Rua Pedro Benetti, 22 – Centro – Gramado
Horários: Aberto de terças a domingos, das 11:30 às 23:00
Tel.: (54) 3286-9778
Veja o mapa »

Localização do Josephina
Localização do Josephina

Veja mais dicas de Gramado:

Comente pelo Facebook

comentarios

Seguir Emilio Calil:

Jornalista, escritor e designer. Fundador do LifeBreak, apaixonado por tecnologia e pela Serra Gaúcha. Apreciador de boa gastronomia, bons vinhos e boa conversa. O resto você descobre aqui: www.emiliocalil.com

Deixe uma resposta