» » Curando as dores da alma: Veja como aliviar a tristeza em Gramado

Curando as dores da alma: Veja como aliviar a tristeza em Gramado

postado em: Blog | 2

Surpreenda-se com a forma como a cidade ajuda a amenizar e superar algumas dores da alma. Aprenda a aliviar a tristeza em Gramado.

Curando as dores da alma: Veja como aliviar a tristeza em GramadoVeja como uma viagem para Gramado pode ajudar a amenizar algumas dores.

A vida, óbvio, não é feita apenas de momentos felizes. Todos passamos por períodos de tristeza. Mas são justamente os momentos tristes que nos fazem perceber a importância dos alegres. Tomados por profunda tristeza, avaliamos a vida e descobrimos o que realmente nos faz felizes.

E não há tristeza maior do que a perda e a saudade. Saudade de alguém, de algo, de um momento, de uma época. Dizia Fernando Pessoa:

“Fazes falta? Ó sombra fútil chamada gente!
Ninguém faz falta; não fazes falta a ninguém…”

Esta é uma bobagem de poeta que pode enganar jovens, mas quem já perambula pelo planeta há algum tempo sabe que pessoas fazem falta, sim. Muita.

Basta sentir aquele perfume. Basta o sorriso de alguém parecido. Basta aquela música. Basta olhar aquela velha poltrona. Basta passar por aquela rua. Basta aquele filme. Basta a mais ínfima faísca e a mente, traiçoeira, explode em lembranças. Lembranças que até podem ser boas, mas como doem, não?

A separação, perda e saudade nunca serão fáceis. Mas se você estiver passando por um momento como esse, não precisa se fechar e sofrer. É possível amenizar essa dor fazendo uma viagem e deixando Gramado te abraçar. Duvida?



Veja como aliviar a tristeza em Gramado

Esta não será a viagem da sua vida. Não estará repleta de entusiasmo e animação. Mas será um momento imprescindível para refletir, tomar fôlego e reavaliar o que é importante. E neste caso é recomendável que você viaje sozinho, se possível.

E não precisa ser uma viagem muito longa, de oito ou 15 dias. Às vezes um simples final de semana em Gramado pode ser tudo o que você precisa para colocar a cabeça em ordem.

Se a saudade ou a tristeza apertam, esta viagem é o momento ideal para abrir seu baú de memórias e ver o que vale ser guardado e o que deve ser jogado fora.

Veja a seguir algumas dicas do que fazer na sua viagem para aliviar a tristeza em Gramado:

Visite o Lago Negro pela manhã

Visite o Lago Negro pela manhã

Meu lugar favorito em Gramado, o Lago Negro (conheça ele aqui) esbanja calma e tranquilidade e será seu ponto de partida. Procure ir para o lago bem cedo, entre 07h e 08h da manhã, quando o lugar ainda está praticamente vazio. Caminhe pelas margens sem pressa, observando a paisagem.

Permaneça ali, em silêncio, ouvindo o farfalhar das árvores acariciadas pelo vento matinal. Observe as águas plácidas de um verde escuro e profundo, que tocam em seu íntimo e fazem seus pensamentos se perderem.

Sente-se em um dos bancos e perceba-se cercado por hortênsias ou azaleias que, indiferentes, lhe sussurram: “Podemos aliviar a dor da sua perda? Podemos saber a causa de toda essa tristeza? Podemos reter as lágrimas de um mundo despedaçado?

Não, não podem. Mas mesmos elas, tão exuberantes em sua dança colorida (quase obscena), também não estarão ali por muito tempo. E é justamente essa efemeridade que lhe ajudará a lembrar do quão rápida é nossa passagem por aqui e, com isso, ressaltar a importância de cada segundo bem vivido.

Se a sua tristeza se origina de alguma perda, sinta-se grato antes de tudo! Afinal, você teve a oportunidade de viver momentos felizes enquanto duraram. Alguns não tiveram o mesmo privilégio.

Nada é definitivo, nem a sua tristeza. Hortênsias e azaleias voltarão a florescer na próxima estação.

Deixe seus pensamentos voarem no Vale do Quilombo

Deixe seus pensamentos voarem no Vale do QuilomboA beleza do Vale do Quilombo fará sua tristeza transbordar e aliviará sua alma.

Se estiver no cruzamento da Av. Borges de Medeiros com a Av. das Hortênsias, siga o caminho em direção a Canela e, em questão de dez minutos, chegará ao Belvedere do Vale do Quilombo (veja um vídeo dele aqui).

É um mirante com vista de tirar o fôlego – de onde se pode apreciar o pôr-do-sol mais lindo de Gramado. Debruce-se na grade e apenas observe a paisagem.

Deixe seus pensamentos voarem para longe, além dos picos do vale. Deixe a imaginação seguir por onde a visão não mais alcança. Deixe a beleza do cenário inundar sua mente e alma.

Deixe aflorar a tristeza que estava guardada no seu peito. Sim, lágrimas virão também. Não as retenha, deixe caírem e lavar tudo o que precisa ser lavado. Este é o momento de abrir seu baú de memórias e deixar ir embora aquilo que já não precisa estar mais ali.

Retorne, então, mais leve renovado.

Caminhe pelas ruas de Gramado

Caminhe pelas ruas de GramadoCaminhar por Gramado não apenas alegra o coração, mas lhe proporcionará momentos únicos.

Caminhar não faz bem apenas para o corpo. Faz bem para a mente. E nada mais propício para isso do que caminhar pelas ruas de Gramado. Afinal, a cidade convida ao bater de pernas.

Da bela e luxuosa Av. Borges de Medeiros às ruas mais simples e humildes (algumas ainda sem asfalto), deslize silenciosamente por elas como um fantasma. Perca-se pelas ruas de Gramado, sem nenhum destino certo. Repare nas belas arquiteturas, nas lojas e vitrines.

Note as pessoas, tocando suas vidas e seus afazeres. Observe o comércio local e deixe-se contagiar pela educação e pelo prazer dos gramadenses em receber bem seus visitantes. Se o dia estiver frio, olhe para cima e vejas as aconchegantes fumaças das chaminés. Sinta o cheiro da lenha queimada.

E será justamente caminhando sem direção que você encontrará seu rumo. Cada passo começará a desanuviar sua mente. Os pensamentos ficarão mais claros. Algum detalhe na rua ou alguém lhe proporcionará um lampejo criativo, uma ideia.

Celebre o fim da sua caminhada em algum café de Gramado. De preferência um com mesas na calçada. Sente-se ali e observe o movimento.

De repente a tristeza não será mais o seu pensamento principal. Você estará planejando os próximos passos a dar na sua vida. E sem perceber, terá um sorriso nos lábios.

Descanse na Praça Major Nicoletti

Descanse na Praça Major NicolettiPerfeita para relaxar e observar o movimento, a Praça Major Nicoletti é ideal para repensar sua vida.

Como complemento da sua caminhada pelas ruas de Gramado, uma parada obrigatória é a Praça Major Nicoletti, localizada no coração da cidade – em frente à Igreja Matriz de São Pedro e ao lado da famosa Rua Coberta.

A praça em si não é muito grande, mas oferecerá ótimos momentos de reflexão. De qualquer um de seus bancos você poderá observar o movimento das ruas – dos moradores da cidade aos turistas perambulando por aqui e ali.

É lugar excelente para cultivar o silêncio e a introspecção. A beleza da praça, com seus bancos e gazebos, inundará seus pensamentos. Veja ali à direita aquele casal em lua de mel, trocando sussurros e juras de amor. À esquerda, turistas com sacolas e câmeras em punho fazem pose para as fotos. À sua frente um grupo de pessoas famintas e indecisas busca um lugar para almoçar.

Perceba tudo isso. Perceba cada detalhe dessas pessoas, desse movimento. Mas, acima de tudo, perceba a vida. Ela segue. Continuamente e independente da tristeza ou felicidade. E você entenderá que, no fundo, o seu estado é apenas uma questão de escolha.




Descubra a simplicidade no Tour Rural Linha Bella

Descubra a simplicidade no passeio Rural Linha BellaUm retorno ao passado e à uma vida mais simples é ideal para aliviar seu sofrimento. Faça o Tour Rural Linha Bella.

Este talvez será o único passeio em Gramado no qual você não estará sozinho. Mas isso é bom, pois neste caso as companhias só lhe farão bem.

O Tour Rural Linha Bela é uma visita ao interior de Gramado, onde os visitantes têm a oportunidade de conhecer as origens da colonização italiana e alemã na região. O passeio envolve uma visita a casas de famílias que ainda mantêm vivas as tradições e o jeito mais simples de viver.

E aqui está o motivo desse passeio para você: a simplicidade. Ali, visitando casas centenárias, lindas paisagens naturais e pessoas mais simples, você entenderá que a felicidade independe de muitas coisas que você considerava essenciais.

É na simplicidade de uma história de família, de uma singela canção como a ‘Bela Polenta’ ou na decoração rústica de um galpão que você deverá reavaliar a sua vida e entender que, se a felicidade não exige muito, a tristeza também não deve ser tão pesada.

Os grupos animados que estarão com você no passeio também lhe farão lembrar de que é possível se encantar e se divertir com muito pouco.




Adoce sua vida com os chocolates de Gramado

Adoce sua vida com os chocolates de GramadoVolte a ser criança e permita-se abusar dos chocolates de Gramado.

Que melhor forma de aliviar a tristeza em Gramado do que provar seus irresistíveis chocolates?

Se você tiver seguido as dicas anteriores, a esta altura estará mais leve, mais criativo e menos melancólico. Sim, é possível que a tristeza ainda esteja aí, mas já não será o mesmo fardo de quando você chegou à cidade.

Sendo assim, coloque de lado essa fantasia de adulto que você usa todos os dias e liberte de vez sua ‘criança interior’. Vá visitar as lindas e tentadoras lojas de chocolate espalhadas por Gramado. Uma é mais incrível do que a outra, com belíssimas decorações e produtos soberbos.

Entre as diversas marcas, as que se destacam são Prawer, Caracol e Lugano. Difícil dizer qual é a melhor, portanto, você deve provar os chocolates de todas.

Relaxe, solte-se e adoce sua vida. Não é um bombom que vai acabar com sua tristeza. É a sua atitude em se permitir momentos simples, singelos, de contemplação e percepção das belezas do cotidiano que o despertarão para o que realmente importa na vida.

A melhor forma de aliviar a tristeza em Gramado é simplesmente estar em Gramado. Deixe a cidade abraçar você. Deixe que ela lhe acolha e ofereça toda a sua hospitalidade. Deixe ela curar suas feridas e diminuir seu pesar.

Se a sua tristeza está relacionada à falta de alguém que já não está mais por aqui, então use essa viagem para aliviar a saudade e encontrar paz.

Mas se a pessoa em questão ainda está por aí, é bom lembrar-se de que “onde há vida, há esperança”. Neste caso, retorne da viagem revigorado e recomposto. Não podemos prever o futuro, mas, quem sabe um dia vocês dois não retornam a Gramado juntos, para refazer esses mesmos passos que você fez?

E, desta vez, tudo será ainda melhor.

Veja mais dicas de Gramado:

Comente pelo Facebook

comentarios

Seguir Emilio Calil:

Jornalista, escritor e designer. Fundador do LifeBreak, apaixonado por tecnologia e pela Serra Gaúcha. Apreciador de boa gastronomia, bons vinhos e boa conversa. O resto você descobre aqui: www.emiliocalil.com

2 Respostas

  1. Iviane
    | Responder

    Gramado seria uma cidade que certamente eu escolheria para viver. Estarei voltando, pela terceira vez , e certamente voltarei muitas outras vezes… É uma cidade MÁGICA!!! Simplesmente me fascina.

  2. Lídia
    | Responder

    Pena,que atendimento ao público em um café da praça e ruim,deixou a desejar,em um restaurante tbem

Deixe uma resposta